Ceeria promove boas práticas de turismo inclusivo

segunda-feira, 11 fevereiro 2019

O Centro de Educação Especial, Reabilitação e Integração de Alcobaça (Ceeria) está a desenvolver um projeto para promover o turismo inclusivo. O projeto “Turismo Inclusivo”, que tem financiamento aprovado pelo Instituto Nacional para a Reabilitação (INR), consiste na realização de visitas a espaços de lazer e cultura, públicos e privados, tendo em vista a realização de um relatório onde se identifique as maiores dificuldades nas acessibilidades e na comunicação, permitindo às próprias estruturas repensarem na forma como estão preparadas para receber pessoas com deficiência e/ou incapacidade.

A primeira visita do projeto “Turismo Inclusivo” teve lugar no passado dia 30, quarta-feira, e o local escolhido foi o Mosteiro da Batalha. Esta atividade, à semelhança das que vão acontecer ao longo do ano, de norte a sul do País, consistiu numa visita guiada com grupo de pessoas com deficiência visual, motora, auditiva e cognitiva com o intuito de perceber as dificuldades de acesso aos locais e à informação.

O projeto tem o objetivo de “dar visibilidade às entidades da importância de um bom acolhimento, acessibilidades, comunicação e interação para pessoas com deficiência e/ou incapacidade”. “Basta uma começar e dar o exemplo para alcançarmos verdadeira mudança”, defende Lígia Rocha, animadora cultural do Centro de Apoio Residencial (CAR) do Ceeria. “Há muitas pessoas e entidades que não estão despertas para esta realidade e às vezes é preciso alertar para a mudança”, acrescenta. Além disso, a iniciativa visa proporcionar novas vivências às pessoas apoiadas pelo Ceeria através de atividades culturais, desportivas, lúdicas e sociais.