História

O CEERIA – Centro de Educação Especial, Reabilitação e Integração de Alcobaça é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 3 de Dezembro de 1976.

Em 1980, pelo então primeiro-ministro, Francisco Sá Carneiro, é-lhe reconhecido o estatuto de Pessoa Coletiva de Utilidade Pública e, em 1990, procedeu-se ao seu registo definitivo como Instituição Particular de Solidariedade Social.

À data da sua fundação, o CEERIA procurou fundamentalmente ser uma resposta no âmbito da Educação Especial, acolhendo crianças e jovens que, dadas as suas caraterísticas, possuíam necessidades especiais de educação, que não poderiam ser supridas no ensino regular.

Existindo o CEERIA para apoiar crianças, jovens e adultos com dificuldades em aceder a contextos familiares, escolares, sociais e profissionais adequados ao seu nível etário e caraterísticas pessoais, desde cedo, sentiu necessidade de crescer em dimensão e tipo de respostas que fornecia.

Assim, atualmente, o CEERIA integra as seguintes valências:
Intervenção Precoce na Infância (IPI)
Valência Sócio-Educativa (VSE)
Centro de Recursos para a Inclusão (CRI)
Centro de Reabilitação Profissional (CRP) | Empresa de Inserção
Centro de Actividades Ocupacionais (CAO)
Centro de Apoio Residencial (CAR)

Para além das estruturas referidas, o CEERIA constitui inúmeras parcerias com outras entidades locais e regionais, no sentido de concretização a sua missão:

Prestar serviços especializados de elevada qualidade nos domínios da Reabilitação, do Apoio Social e da (Re)Integração Sócio-Profissional a Pessoas com Deficiências ou Incapacidades, em contextos inclusivos.  
A Inclusão como Missão.

O CEERIA, nestes seus anos de história, conseguiu implementar-se como uma importante estrutura social. A instituição apoia, no presente, mais de 700 pessoas com deficiências e incapacidade e as suas famílias, integra mais de 90 colaboradores e situa-se no contexto da comunidade que serve como a alternativa mais consistente no apoio a esta população.